Como trocar seu piso sem dificuldade e “quebra-quebra”?

| Deixe um comentário | 31 de julho de 2017


Por medo dos transtornos causados pelas reformas, acabamos adiando o sonho de uma mudança para evitar as chateações. Some isso a orçamentos apertados, falta de tempo para dedicar à supervisão da obra e, pronto, jogamos esse desejo para debaixo do tapete mesmo, ainda mais quando a ideia é a troca do piso. Aí que o assunto fica ainda mais crítico e com previsões de traumas à vista, não é mesmo? Mas não precisa ser!

E foi para não deixar o seu sonho do piso novinho envelhecer por medo que fiz um guia completão de ideias para a troca de piso facinho-facinho e sem quebrar a casa. Vamos lá?

PISO VINÍLICO

(Foto: Shutterstock)

Com exceção das áreas molhadas (cozinha e banheiro), o revestimento de PVC é uma solução prática para quem busca agilidade na hora de dar cara nova à casa, sendo aplicado sem problemas sobre o piso existente. Com uma espessura de apenas 3 mm, não causa uma grande alteração no nível, nem problemas na abertura de portas, por exemplo.

Além disso, o revestimento vinílico é um convite à criatividade. Com diversas cores disponíveis no mercado, os modelos vão desde a imitação sofisticada de madeira a divertidas estampas que transformam qualquer chão em um show à parte.

PINTURA

(Foto: Shutterstock)

Outra forma de mudar o piso sem remover o revestimento antigo é a pintura. Feita com tinta epóxi, um tipo de tinta mais resistente desenvolvida à base de resina, ela pode transformar qualquer tipo de piso: taco, cerâmica e até carpete de madeira. E, caso esteja pensando em uma pegada mais rústica para a decoração, é possível aplicá-la até mesmo diretamente sobre o contrapiso. Fica bem descolado!

 

PORCELANATO E PISO CERÂMICO

(Foto: Shutterstock)

Eu sei, parece impossível, mas através da técnica de argamassa piso sobre piso, a repaginação de superfícies com o uso do porcelanato e do piso cerâmico se torna uma alternativa bem viável. A aplicação é feita a partir de uma camada de 2 mm de argamassa colante, indicada para este assentamento.

Claro que, devido à espessura desses materiais, uma atenção especial deverá ser dada ao reajuste da altura de soleiras e portas. Verificar o estado da superfície, se existem pisos soltos, quebrados ou com infiltração, bem como o nivelamento da base, são fundamentais. Por isso é bom sempre contar com aquele profissional de confiança.

E aí, que tal desfilar sobre o piso dos seus sonhos? Sentindo-se mais preparado para começar a realizar a tão desejada mudança? Descubra mais dicas valiosas antes de colocar as mãos na massa, baixando o nosso eBook ”Manual da Reforma”. E já sabe, conte com a gente para arrasar na escolha e na economia dos materiais. Até a próxima!

Tag: , , , , , ,