Como escolher tintas pra sua reforma?

, | Deixe um comentário | 26 de junho de 2017


As cores da sua residência podem dizer muito sobre a sua personalidade e, claro, antes de tudo, é importante que você goste do que está fazendo. Mas o que será que fica melhor? Tons mais fortes ou mais neutros? Contrastes ou harmonias?

Descubra a seguir alguns dos principais aspectos a levar em consideração na hora de escolher as cores (e os tipos de tinta) para sua obra:

1 – Espessura

A quantidade de tinta aplicada na demão também pode alterar a percepção. Quando a camada é muito fina, a cobertura pode deixar transparecer a cor anterior e afetar o resultado final.

dicas-pintura-2

A cobertura da tinta também afeta os tons da mesma forma: a outra cor pode transparecer. Nesse caso, recomenda-se aplicar mais demãos de tinta até atingir o resultado desejado.

2 – Fonte de luz

Viu uma cor na loja, gostou, aplicou em casa e viu um resultado totalmente diferente? A fonte de luz influencia totalmente a percepção dos tons, não só nas paredes mas em qualquer coisa que tenha cor.

Veja também: 5 dicas para transformar um apartamento alugado

Em situações de iluminação distintas, como lâmpadas incandescentes, fluorescentes (luz fria) e luz do dia (do sol), a tinta pode apresentar metamerismo (em que duas cores podem apresentar o mesmo aspecto sob uma fonte de luz, mas diferir em outra fonte).

Nesse caso, a comparação pode ser feita em um ambiente fechado com os três tipos de iluminação. A formulação de uma tinta que não apresente metamerismo ou desvios de cor costuma sair mais cara. Nas lojas TendTudo, você pode fazer esse teste no departamento de cores!

3 – Ferramentas

Cada tipo de tinta pede um acessório diferente para aplicação. Enquanto os vernizes e esmaltes pedem cerdas sintéticas, as tintas acrílicas à base d’água são melhor aplicadas com cerdas animais. Você pode aprender mais sobre ferramentas de pintura neste post aqui.

4 –  Truques e dicas

dicas-pintura-1

– Equilíbrio é palavra de ordem. Se você pretende usar uma cor berrante na sala de estar, por exemplo, escolha uma parede de destaque (como a que fica de frente pra porta) e pinte as outras com um tom mais claro.

– É essencial levar em conta os outros elementos que vão compor o ambiente. Cortinas, móveis e outras peças de decoração são decisivos. Pense em tudo com antecedência e as chances de causar confusão visual serão bem menores!

– Em espaços menores, a regra é usar cores que “afastem”, como azul e verde, para dar uma sensação de expansão do ambiente.

– Para obter definição espacial a partir das cores, a regra é ter um piso mais escuro que a parede, que por sua vez deve ser mais escura que o teto.

– Na cozinha, que costuma ser um ambiente asséptico (geralmente branco), a ideia é quebrar a rotina e brincar com cores e texturas.

Dica de leitura: como escolher tintas para pintura de áreas externas?

Tudo pronto pra escolher suas cores? Confira as linhas de produtos para pintura disponíveis na TendTudo e conte com o auxílio dos nossos especialistas nas lojas!

Tag: , , , , , , ,