Massa corrida: quais são os principais tipos e aplicações?

| | 28 de abril de 2016


Sabe aquela parede que parece não ter um erro sequer? Aquela sala tão lisinha que dá vontade de ficar passando a mão de canto a canto? É o poder da massa corrida!

Esse produto permite acabamentos minuciosos que tornam o trabalho muito mais profissional. Conheça, a seguir, os principais tipos de massa corrida e quais são suas aplicações!

Veja também: 5 formas de reformar sua cozinha sem derrubar paredes

Acrílica

É a mais indicada para ambientes externos, por sua alta resistência às intempéries. Por esse mesmo motivo, ela é mais difícil de trabalhar e finalizar, mas o resultado vale o esforço.

PVA

Diferente da acrílica, esta é mais fácil de trabalhar e pode ser usada inclusive para assentar, rebocar e revestir paredes e tetos. Não é resistente à umidade externa, mas para o ambiente interno é perfeita!

massa_corrida_2

Plástica

A massa plástica tem efeito de cola, portanto é utilizada para colar equipamentos hidrossanitários, como bacias e caixas de descarga, bem como corrigir defeitos em caixas d’água e tanques.

Multiuso

Um pouco mais cara, mas muito mais prática: esse tipo de massa permite pular algumas etapas do processo e ter um resultado rápido, além de poder substituir a massa corrida comum.

Imperdível: 4 passos para começar sua reforma na cozinha!

Massa para madeira

Específica para uso com madeiras, essa massa pode vir em diferentes cores e tem a capacidade de cobrir quaisquer defeitos da superfície, como asperezas, bolhas e furos.

Massa para calafetar

Essa massa é feita para corrigir defeitos mais sérios, como buracos, rachaduras e erosões. Por ter boa plasticidade, ela não escorre nem fica quebradiça.

Se tiver alguma dúvida sobre a melhor massa corrida para a sua obra, nossos consultores estão sempre à disposição para te ajudar. Não deixe de visitar a TendTudo mais próxima!

Tag: , , , , ,

Comentários estão fechados.